Seu alcance orgânico está em crise? Descubra como reverter esse quadro

Um dos grandes desafios das empresas é ter um bom resultado sem precisar investir em campanhas pagas. Independente da mídia, impulsionamentos ou anúncios segmentados são recursos usados para divulgar as publicações e atingir um número maior de usuários.

E muitas empresas usam isso como uma espécie de muleta, já que é mais seguro e garantido que as publicações alcancem mais resultados através do impulsionamento. E, apesar de barato comparado com algumas mídias, as campanhas pagas no Facebook são utilizadas de forma comum, como se fizesse parte do dia a dia e não uma decisão estratégica.

Isso não quer dizer que devemos abolir os impulsionamentos, mas sim pensar de forma assertiva como usar isso para valorizar ainda mais o conteúdo passado e ainda converter em vendas, seja de forma direta ou indicando um caminho para finalizar esse processo. Mas não é só isso.

Apesar do foco ser no Facebook, outras redes sociais também estão recebendo atenção sobre esse assunto. E, com o alcance orgânico, as pessoas que curtem o seu conteúdo acabam divulgando para os amigos, que acabam vendo o que essa pessoa gostou.

Isso se torna uma divulgação e, dependendo do usuário e da influência dele, pode ser ótimo pro seu negócio. O custo vai ser menor e o impacto sobre o seu público enorme. Mas é possível reverter essa “crise do alcance orgânico”? Descubra agora como fazer isso hoje, com o que você tem agora.  

Conheça tudo o que envolve a sua persona

Ter uma persona definida é fundamental para direcionar os conteúdos que serão produzidos e as ações que serão realizadas. Mas, além disso, conheça mais sobre os hábitos dessa persona. Acompanhe pesquisas sobre comportamento dos consumidores assim como as novidades do seu setor.

Lembre-se: quanto maior é o seu conhecimento sobre um assunto ou uma pessoa, maior é a chance de criar um conteúdo realmente interessante, que não precise de impulsionamentos para dar resultado, ok?

Algumas pessoas podem achar que é mais fácil impulsionar uma publicação do que pensar em novos conteúdos. Mas isso pode ser ruim, pois um post ruim não vai ficar melhor somente por causa do impulsionamento. Investir em divulgar conteúdo só pra aumentar o alcance e não pensar na qualidade é jogar dinheiro fora.  E isso não queremos, certo?

Use as características de cada rede social a seu favor

Algumas vezes usamos o mesmo conteúdo em várias redes sociais, sem nos atentarmos sobre as características de cada uma. Descubra os pontos fortes de cada uma e use a favor do seu negócio.

O Instagram, por exemplo, tem as hashtags que também podem ser usadas no Facebook e servem para identificar o tema do conteúdo exposto. Apesar disso, essa estratégia não é tão relevante no Facebook. Inclusive, sempre tem estudos apontando sobre a importância de usar ou não as hashtags nessa rede social.

Além disso, no Instagram, as imagens são o ponto forte. Descubra o formato que mais converte em resultados para você em cada rede. Assim tem uma noção do que dá certo e o que pode ser melhorado com o tempo.

Teve uma ideia? Teste

Não tenha medo de errar na hora de criar algo novo. Às vezes ficamos tão focados no que dá certo que não ousamos em apostar em novos conteúdos.

Invista em novos formatos e formas de passar a informação que você quer. E analise os resultados, assim vai descobrir o que dá mais resultado ou não. Acredite: uma ideia por mais simples que seja pode fazer a diferença no seu negócio.

Além disso, veja o que já deu resultado anteriormente e tente reproduzir para os dias atuais. Faça uma curadoria de conteúdo e veja o que já deu certo e teste alguns que tinham tudo pra dar resultado mas não deram. Às vezes o motivo pode ser a posição de uma foto ou até mesmo um link.

Lives: um minuto da sua atenção?

Quem nunca parou o que estava fazendo pra acompanhar uma live? A curiosidade em saber mais sobre determinado assunto ou até mesmo sobre o que aquela pessoa (se for uma referência pra você) vai falar são fundamentais para que aquela live seja relevante.

Use essa estratégia na sua empresa, escolhendo pessoas que tenham importância para o seu público e com conteúdo interessante. Mas atenção: não abuse desse recurso ou vai acabar ficando chato e perdendo o propósito de atrair usuários.

E sempre pense no tempo também. Use o tempo de acordo com o que você for passar de conteúdo. Enrolar as pessoas sem alguma coisa realmente interessante pra dizer pode fazer com que a audiência da sua live caia e não tenha o mesmo resultado.

Além disso, pense em horários estratégicos com mais seguidores da sua página online. O próprio Facebook Ads informa isso e você consegue pensar de forma mais estratégica.

Seja constante

A partir do momento em que você decide aumentar o alcance orgânico deve saber que não é uma ação isolada. Você deve ter constância na construção desse alcance e paciência na hora de receber os resultados disso.

Nem sempre o seu alcance vai aumentar todo de cara, mas sempre você vai ter uma ideia do que prende ou não a atenção dos seus fãs.

Uma dica é se planejar. Faça um calendário editorial e uma planilha com os resultados que você espera, seja likes ou comentários. Se organize e faça com antecedência isso.

Mas não esqueça de observar o que está em alta. Isso rende algumas ideias que podem gerar um aumento do alcance orgânico espontâneo e você pode tirar proveito disso no seu negócio.

Digitais Influencers

O nome pode parecer difícil de falar, mas rende muitos resultados pro seu negócio.Escolher um influenciador digital, que tenha relevância para sua marca, pode representar um aumento no alcance orgânico das suas publicações.

Escolha o ideal de acordo com a sua persona e ofereça permutas. Lembre-se: quanto mais famoso, maior é a chance de você pagar por essa divulgação.

Essas são apenas algumas dicas que você pode usar em qualquer rede social para aumentar o alcance das suas publicações. Além disso, aposte nas características de cada rede para destacar o seu conteúdo.

Isso faz com que essa informação seja otimizada e tenha mais chances de ter um bom resultado orgânico. E se você quer ver mais informações sobre esse assuntos e outros que envolvem o meio digital, acompanhe o nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *